19 de setembro de 2010

O milagre

Por amor a ela.

Há quem diga que não tem cura. Eu duvido. Duvido, quando tanto em nós já foi curado. Duvido, quando foi o improvável que nos descortinou os olhos, quando foi a tristeza que nos ensinou a alegria. O custo é alto - dói - mas liberta. A gente aprende não exatamente a desprezar outras bobagens coisas, mas a dar a elas apenas o tamanho e o espaço que merecem. Deem-nos licença os disparates, temos mais a viver. Temos pressa em viver. Sinto um pouco de pena dos que se fazem sofrer por nada, sinto um pouco de alegria por, mesmo em lágrimas, viver a cura. A vida anda toda intensa. E preenchida por milagres. Milagre mesmo é o amor. É o perdão, é a generosidade. O câncer cura. E nos salva de nós mesmos. Por isso, duvido. Recuso-me a desesperança. E tem sido bom viver assim. De novo a vida reaviva o que realmente importa e nos chama (rápido!), não há vida a perder.

41 comentários:

Erica Maria disse...

Nunca há vida a perder.

E com fé, é possível sim haver cura.

Eu aprendi que a fé é essencial em nossas vidas.

Lindo os textos dedicados à sua mamãe!
Benditas sejam as mães. Não sei o que seria de mim sem a minha!!!

Bjos enormes....no meu coração sempre viu?

Saudades!

Alexandre Fernandes disse...

Não há vida a perder. E o amor nos envolve com essa certeza de que há milagres que precisamos enxergar. A vida tem essas belezas. O amor proporciona essa cura, essa sensação.

Não há vida a perder.

Beijos.

Branca disse...

O amor cura! Esse é o milagre da vida!
Deus tem muitas maneiras para mostrar-nos essa verdade...e a nós, só cabe aceitar o que Ele designou, esse é o verdadeiro mistério da fé...
Acreditando, com o coração puro, com amor, tudo é possível!

Que sua semana seja de muitas alegrias amiga! Bjo no coração!

Everson Russo disse...

Temos que acreditar sempre no milagre da vida,,,força sempre pra vencer,,,,beijos de otima semana pra ti amiga.

diariodumapsi disse...

O amor é o milagre!
Lindo texto!
gd beijo

Everson Russo disse...

Beijo carinhoso de linda semana pra ti.

Luana Gabriela disse...

Não vamos desperdiçar os milgares de cada dia, nem os pequenos milagres do amor. Há muito oq ue ser vivido!

Bjos, Maria!

Débora disse...

"Não há vida a perder"
... essa frase me tocou leve, cá dentro do peito.
Deu saudade de minha mãe e a impressão de sempre poder fazer mais por ela. E a vontade de fazer...

Belo texto, moça Maria.
Brotou uma lagrimazinha no canto do olho.

Karla disse...

Oi Maria!

Muito bonito seu texto. E muito verdade também. Acreditar é a maior forma de amor à vida. É o que faz o milagre acontecer.
Obrigada pelo texto que leva a uma reflexão de como está em nossas mãos optar por uma maneira positiva ou negativa para enfrentamos adversidades.

E obrigada pela atenção de sempre dar uma passada no meu blog. Espero q goste mesmo apesar dos nossos estilos de escrita serem um tanto quanto diferentes. Aprecio muito textos mais emotivos como os seus, mas não tenho tanta habilidade para escrevê-los, quem sabe um dia... No "Se eu fosse o Aurélio", fique à vontade para sugerir "verbetes" pro dicionário. Faz parte da brincadeira essa interação. Boa semana pra você.

Bjs!

mila disse...

Não há porque ficar parado vendo a vida passar...

Clara disse...

ah! Maria;

Pra mim é a frase: "sinto um pouco de alegria por, mesmo em lágrimas, viver a cura. " vivo em lagrimas me curado de uma dor imensa, no coraçao que vez por outra sangra, me curo em lagrimas como vc disse mas também saro- me no amor que nasce em mim todos os dias...

beijo grande !

Grã disse...

Não há vida...
não há tempo...
não há vento a perder!

Seu olhar é sempre especial,
agradeço por recebe-lo.

Bj

Leandro Fonseca disse...

simplesmente belo, tristemente cru, naturalmente vida.

Taíse Marques disse...

Belo texto! Estava com saudade das suas postagens :)

E não há mesmo tempo a perder. O tempo não para e a vida tá passando. Vamos viver, então! o/

Beijo, flor :*

SAM disse...

Minha querida Maria,

A esperança não permite vida a perder. Que texto bonito e significativo! Um olhar para o que importa e sentimentos que curam e libertam.


Carinhoso beijo e um terno abraço.

Roberta Fauth disse...

É, Maria...
Definitivamente, não há vida a perder!
Beijos
;-)

Karla Thayse disse...

Não há Maria, não há.
Fiquei feliz com a sua visita, eu também senti saudades daqui.

Continua encantador.

Tenha uma linda semana

Beijo carinhoso

circus disse...

"Sinto um pouco de pena dos que se fazem sofrer por nada, sinto um pouco de alegria por, mesmo em lágrimas, viver a cura."

Só tenho a te agradecer!

fernando disse...

Como diz a canção: "É preciso estar atento e forte/Não temos tempo de temer a morte", seu otimismo é lírico, sincero e tocante.
Excluí o meu blog!, já não sou um neurótico on line.

As I Am disse...

Não há vida a perder quando se ama.
E o amor não possui medidas.

Força e muita saúde pras tuas bandas!

Bjão, guria!

sant'ana disse...

eu também duvido
adorei o texto todo e gravei a última frase

Luna disse...

de fato, temos qe dá a importância a que cada coisa merece.

Celso Andrade disse...

Sim
o amor é uma chuveirada por dentro!

serena samy disse...

Não há vida a perder...
não há vida a perder...
não há vida...
não...
há vida...

Isso ficou remoendo dentro de mim quando terminei de ler seu escrito, sabia?

saudades, como sempre, de alguém que não conheço!

Gabriela disse...

E eu tô numa fase bem assim, de dar a cada coisa seu devido valor! :)
Gostei! Beijo!

j.qualquercoisa disse...

"Há vida, menino, vamos viver..." Lembra. Há muita vida pela frente. Há muita vida agora! Há muita vida com a tia.

Bjs, querida.

Thais disse...

Belas palavras de incito à vida. =)

Juliana Biagi disse...

Seu final disse tudo:
não há vida a perder.:)

Celso Andrade disse...

Agente aprende que pode sim viver sem certas coisas, algumas importantes outras nem tanto...

Poetinha Feia disse...

Ah, belas palavras!

Muito beber passar por aqui e beber dessa fonte... Eu me perco tanto tentando não perder a vida que já nem sei...

Bjo!

breno disse...

Ai, meu CHÃO!Você e essa purpurina multicolor ao seu redor.Você nos penetra palavras encorajadoras.Você e a Bel, sucesso de relacionamento.E eu bem no meio chegando no paraíso, lembra?

disse...

Muito lindoooo! Você tem razão. Se é de lágrimas que se forma alguém, como pode não ter cura?! Beijo.

Auíri Au disse...

Vou pegar carona....
A vida é mesmo uma corrida.
Beijos e bom feriado!

Baerdal disse...

É impossível não inebriar-se dessas palavras de tamanha intensidade, de vida.
Maria que texto cheio coragem e vida

Abraço de Baerdal.

Lúu Almeida disse...

Belo..

Flores!

Alexandre Fernandes disse...

Saudades!!!
Se cuida.

Beijos!

Marília disse...

Que saudade eu estava daqui... das tuas palavras assim... delicadas e intensas. Da intensidade do amor e da vida latente em ti... de ser Maria! é Má, não a vida a perder... e você sabe... sinto daqui... o meu beijo com carinho e saudade.

:) disse...

Li por mais de uma vez este texto.
Fiquei perdida. Não sabia se era fato, se era realidade, se era você.
Não sabia como dizer, como perguntar e o que falar...
Voltei, li mais uma vez e pensei: melhor não. Ainda não.
Agora sim. Agora quero dizer!
Viva! Viva muito, viva sempre, mas não deixe nunca de escrever...
Suas doces palavras iluminam a todos que por aqui passam...
Bjim e apareça
Keila

Larissa Figueiredo disse...

Sim, escreverei ainda que sejam poucas palavras, poucas palavras apenas, suave como o nome do teu blog.. kkkk.
Tudo muito lindo Maria, boa noite!

Rodrigo Passos disse...

ótimo texto!

ben disse...

... não há vida a perder.

Entenda isso!!!