9 de outubro de 2009

Amaria

(...) se angustiava por, mais uma vez, perceber-se deslocada num mundo onde os brinquedos mais divertidos eram formados nas rasas relações de sentimentos frouxos e que, para ela, não tinham a menor graça. Por isso ela sabia que era exceção, ainda era exceção, e já não sentia necessidade de inclinar-se para espiar o amor cotidiano, sempre aquém de si. Sua índole não lhe permitiria. Entrar no jogo seria desvirtuar o que mais importava em sua vida: o amor. Para esta traição de si não havia disposição. É só uma pausa, uma cauterização e um beijinho de quando-casar-sara para Maria continuar sua busca sem arrefecer. Afinal, suas disposições formam um manancial do qual brota os mais voláteis e rarefeitos traços de amor. E da mesma maneira que ela o cultiva em suas relações, necessariamente profundas, continuará buscando-o em sua forma mais pura. Basta passar o tempo da cicatrização, Maria voltará à ativa, e ainda uma vez se deixará entrar na brincadeira-de-cativar-o-coração-de-mariazinha, talvez tenha mais sorte. É assim. Tem de ser assim. De outra forma não poderia usar a denominação “Eu aMaria”!

Por ele,

jotapontoqualquercoisa.blogspot.com

19 comentários:

Vagner Lopez disse...

Oi Maria!

Gostei de sua visita. Volte quando quiser, vai ser muito bom ter sua doce visita por lá.

Um beijo e um ótimo feriadão.

Roberta Fauth disse...

Como eu mesma já comentei...
Arrepiou!
bjks

Marília Salles disse...

Deixei um comentário lá no jotaponto... cheio de amor e emoções, com o carinho que você merece. Porque quando te leio sinto como se eu sentisse tudo o que você sente, e um texto tão belo ser gerado para você é a prova do quanto você nos faz sentir e admirar-te... é assim, tem de ser assim "EuaMaria". A vida segue o seu curso natural a cicatrização vai chegar, e será o próprio amor que a fará, porque eu vejo em ti, o amor mais bonito e natural... eu te gosto Maria! Beijos com muito carinho.

Grã disse...

Sabe Maria o mundo anda muito complicado, não, não vá pensando que é um lamento... é apenas uma constatação:
O mundo, anda complicado!

Aí, tem horas que você não consegue dar vazão a tudo o que sente, como nos falamos anteriormente, você não encontra tudo o que procura, o mais fácil seria tentar aquietar o espirito e aproveitar o que se tem, mas, você sabe bem, que tem gente que não funciona assim... eu não funciono assim. Eu procuro, Maria, eu busco, "eu tenho espaço de sobra, no meu coração" (conhece está? Não é do Chico, mas vou postar prá vc!).
Quanto ao lisonjeio, eu respondo na forma e na intensidade que sou sensibilizado, você me toca de uma forma delicada, bonita e deliciosa, eu àMaria.

1000 beijos

aaluah disse...

eu aMaria amar sem jogar

Maryama* disse...

eu aMaria.

Lindo!

Abraão Vitoriano disse...

Maria,
seu nome é lindo
e seu blog tem letras que vaijam na mente...

parabéns,
e muitos beijos...

Qualquer Um disse...

Cara Maria,

Pelo que vejo. Melhor, pelo que leio, Maria evoca outros textos. Pretextos. Provoca reações. Belos estragos.
Belo texto, com um pontod e exclamação. Sem ponto final.
Um ab
Edu

Branca disse...

Eu Amaria sempre, sempre, sempre!
O tempo realmente cicatriza tudo e novamente voltamos à ativa, e é tão bom que seja assim...necessitamos desse amor!

Bom domingo amiga e bom feriado...bjo!

Nanda disse...

ah, Maria!

sempre lindo.

Camis disse...

Amei a visita, volte sempre, tá?
Aqui é lindo e ando precisando de palavras belas pra continuar a escrever.

Obrigada.

=*

j.qualquercoisa disse...

Não preciso dizer o que nos provoca.
Obrigado, amor...
Beijos!

Fernanda. disse...

Eita que delícia de texto. Muito bem escrito. Aposto que você amou lê-lo também, né? :)


Beijos, grande

Lêda Maria disse...

Maria,Maria...bom estar aqui :D
Boa semana ;)

Diz ela disse...

Maria!!!!!

O blog Duas Doses de Desdém mudou pra este! Em respeito a você, nobre leitor(a)nossa equipe pensante composta de um neurônio e algumas calorias convida você a visitar o novo blog.

Beijos!
Gui

http://dizagui.blogspot.com

Marcelo Mayer disse...

que analogia fantástica que fez com teu nome!!!!!!!

obrigado pela visita!!!

te seguindo!

Bê Matos disse...

L-I-N-D-O. :)

own, fiquei fazendo carinhas bonitinhas enquanto lia. hihi

Beijo :*

fernando disse...

Uma bela síntese, sobre tudo que nós leitores podemos sentir sobre ti, ao lermos os seus textos.
Muita sensibilidade do Jota!

Desnuda disse...

Mas que beleza de texto, Maria! Todos os sentidos voltados para a ternura e para os tesouros de Maria. Ele exclama e tu reticências...


Carinhoso beijo, querida.