16 de junho de 2009

Alegria

Minha ausência das palavras deu-se por eu estar muito ocupada, escandalosamente feliz. Preciso compartilhar o que senti, e deixou em mim uma felicidade pequena, de quem ama grande. Sempre se gasta tanto tempo e tantos versos poetizando tristezas, que acho justo fazer o mesmo da alegria. Mas sem expectativas, nada aconteceu de estrambótico. Só estive perto de amores, os primeiros e os últimos, e os vi compartilhando risos e leveza. Coisa pouca mesmo, como tudo que é preciso para me fazer feliz. Devo considerar que, após exaustivas dores, é muito possível aprender também nas alegrias. E devo considerar mais ainda, que só o sentimento de memento mori me fez perceber as alegrias do presente como dádivas e não rotineiro merecimento. Se por tempos vivi uma liberdade silenciosa, agora não é mais possível esconder. O perfume de uma alma liberta invade. Indisfarçável. Senti orgulho de saber que estamos no passo certo e que são para pequenos momentos como estes que devemos continuar a caminhada - a permissão a nós mesmos da alegria sem culpa. Tenho sentido a melhor de todas as ledices, e a minha preferida, esta de completamente grata. Quem ama nesta vida – e reconhece – entende a que me refiro. Tenho dito.

25 comentários:

Bibian! disse...

Esses momentos, sim, são os que nos mostra o quanto é bom viveeeer!
Viva os felizes momentos!

Amora disse...

Palavras elogiosas, embora sinceras, já seriam lugar-comum.

Seus textos estão lindos. Tão simples e tão significativos. Mais uma vez, parabéns por eles.

Meus beijos!

Nanda disse...

aquele canto cheio de ausencias... sei bem

Lindo!!!

.: Juliana :. disse...

Ah, momentos... são ótimos.

Viva-os!!!

Um belo dia.

.abração.

Izabela disse...

Esses momentos, são eles que nos fazem soltar um sorriso de quem realmente sabe viver.

Lindo, querida!

Mayana Carvalho disse...

a tristeza é alvo direto da poesia e como você, acho justo fazer a isso da alegria ;D Não são preciso motivos grandes e espataculares, alem do simples viverda vida..

Beijos

Leo Mandoki, Jr. disse...

não sei falar sobre o amor na 1ª pessoa, por isso não posso compartilhar ctg o que descreveste...mas sinto que foi algo genuino e forte...logo: foi algo bom
um grande beijo

Sus-pensa disse...

"Se por tempos vivi uma liberdade silenciosa, agora não é mais possível esconder.
O perfume de uma alma liberta invade.
Indisfarçável."

Eu nem vou dizer que estou sentindo exatamente isso, assim, com essa forma e cor que você deu, irmã... Nem vou! rs

Beijo imenso!

Ps: Já li, reli, e li e leio sempre esse verso da Florbela, que abre a tua caixa de comentários. Sabia que meu nome origna-se da palavra "açucena"? É... sei que não preciso falar mais nada. rs

Luiz Guilherme disse...

Momnetos esses q precisão ser livres d qualquer cadeia d sentimentos inadequados...

http://lg7fortalezace.blogspot.com/

vlw

Ben A. Venutto disse...

Poucos entenderão o que você diz. Eu sei.

Luana Gabriela disse...

Lindo...lindo! Desejo mais e mais pequenos momentos felizes pra ti.. e que eles sejam inspiração para mais textos seus como este..lindo!

Bjos

Qualquer Um disse...

Cara Maria-Em-Estado-de-Graça,

Felicidade não precisa de explicaçao. Tristeza sim. Felicidade dispensa palavras, tristeza é que gosta de discursos.
Texto feliz e bonito
um ab
Edu

PS- Sobre seu comentário, concordo: A gente sempre ouve o que quer. Talvez porque ouvimos mais a nós mesmos:-)

fernando disse...

Vivo me quetionando sobre o principal ponto do seu texto, porque alimentamos a arte apenas com tristeza? Por que não acrecentar felicidade no menu?

Diii disse...

Olá!Ahh... entendi direitinho o post! E q nossa felicidade reine por muitos e muitos meses, ou anos, ou até decadas, né?
Beijo grande!

Lêda Maria disse...

Ow Maria,chupei dedo dia 12 oh oh oh

Esse post diz tanto querida...

Bjos Maria

Branca disse...

É bom qdo sentimos as pessoas leves, felizes, esses momentos são bem prazerosos...felicidade é contagiante!

Bom fds Maria...bjo carinhoso!

' Rôh disse...

Huum...
Que belo Maria.
Fico feliz por ti
e cmpartilho contigo tanta alegria...


Grande abraço!!!!!




XD

paulo disse...

.... coisa muita, moça, de se guardar cá dentro do peito e deixar florescer. e quando então, por sorrisos, brotarem, que sejam colocadas cada uma em uma mão para ser oferecida a outros e outros.

beijos meus de boa semana!

^^

Auíri Au disse...

"eu queria ter um flit paralisante"
Congelar todos esses momentos e armazena lós...
Adoroooo
Beijos

Poetinha Feia disse...

"O perfume de uma alma liberta invade."

Posso afirmar que fiquei muito feliz ao ler suas palavras.
Foi uma felicidade que foi invadindo aos poucos e ao final eu percebi que estava já tomada por ela.

Beijos

Lyani disse...

Que benção!
Deus ilumine que continue assim...
Maria, obrigada pelo apoio lá em meu blog, é muito importante pra mim!
Bjos,
Ly

Paulo disse...

Maria... Maria!

A alegrias da vida, moram juntas com o amar as coisas simples!
Amar, simplesmente, amar!
Momentos, que fazem tudo valer a pena!
Como é dificil esse aprendizado!

Me sinto tão bem, a cada vez que leio teus sentires!

Beijos, Cara amiga, beijos!

Xabonas disse...

"A vida nos criou momentos magicos provando que há muitas formas de encontrarmos o prazer de viver." (Zíbia Gasparetto)

.................:-)

Désir La Vie disse...

Nunca escrevi em estado pleno de alegria...Só em tristeza.

Alegria se vive do eu pra fora, tristeza invade o eu adentro. Talvez seja por isso...

Beijos, Maria

Desnuda disse...

Maria, que bom! Acho dificil até para os mortos alcançarem a tal " felicidade eterna". Nos basta a alegria de viver e partilhá-la.

Enorme beijo, querida!