9 de maio de 2009

Obrigada

Tive medo dos momentos que pareciam nos privar uma da outra. Senti o teu medo de perder meus dias. Mas o câncer salvou nossas vidas. O tratamento foi por dentro, e a cura foi de dentro. Um abraço e um pedido compartilhado: ‘que a devolva em meus braços da mesma forma que agora a entrego nos Teus’. Não a recebi da forma que entreguei, recebi melhor. E embora tenha havido lágrimas em todos aqueles dias, hoje elas não se controlam em gratidão. Os sonhos permanecem. Mas hoje eles mudaram de tamanho. Queremos então mais um dia, somente um, por vez. Devo então dizer que a alguns meses, a coisa que mais me dá prazer nesta vida é deitar em seu colo e receber qualquer carinho. Desesperei-me quando percebi que podia perder isso. E o pior, perder o que eu não buscava mais. Tinha-se perdido o afago gratuito e sem comemorações. Quem não sabe o que é perder alguém não sabe quanta saudade é capaz de deixar uma vida. Não há tempo amor a perder. No teu dia teu valor é o mesmo, mas farei mais para te mostrar. Obrigada por ficar, para esperar meu futuro, para cuidar de mim. Então isso é o que nós temos: vontade de viver melhor, de um pouco mais de tempo juntas. Quero ainda teus afagos, Mãezinha, tuas repreensões – eu quero todas. Quero melhor cuidar de ti, trocar amor nesta vida a que fomos destinadas a compartilhar. Meu amor por ti, Mãezinha, hoje numa certeza incalculável, num passo certo, num ritmo seguro. Ritmo esse que serenamente ama nos extremos, de quem não tem tempo para perder, porque há uma vida de amor a se doar. Hoje minha gratidão maior é por não ter me deixado aqui, por ter lutado para ficar. Obrigada, Mãezinha, obrigada.

24 comentários:

Erica Maria disse...

Mas o que seria de nós sem elas?

Ah, sem palavras para traduzir...lindo!

Bjos em teu coração e um abraço na sua mamãe!

Canteiro Pessoal disse...

Olá Maria. Lindo seu escrito. Sem palavras. E desejo-lhe que o criador conceda-lhe multiplicar de dias onde possas deitar neste colinho aconchegante.
Este trecho:, "Quem não sabe o que é perder alguém não sabe quanta saudade é capaz de deixar uma vida". É intenso e emocionante, selado está em meu íntimo.

Beijos mil.

Priscila Cáliga

Alicinhacardoso disse...

Faço das suas palavras as minhas...afinal de contas, é nossa mãezinha!

fernando disse...

Maria: A intenção do texto por si só já grandiosa, mas existe uma diferença entre um texto literário e uma declaração de amor, na minha avaliação você conseguiu encontrar um lugar de intermádio entre um e outro.
Se nem tudo que brota da emoção se torna arte, eis aí a diferença entre os artistas e os seres comuns, e você está na primeira classe citada aqui.

Paulo disse...

Olá, Maria

"Lutar para ficar". Querer apenas mais um dia, para compartilhar essa viagem maravilhosa. Apreciar a beleza das coisas mais simples. Amar por amar, amar pessoas. Renascer...

Belíssima declaração. Parabéns para você e sua Mãe!

Sei bem o significado dessas lágrimas, cara amiga.

Mãe da Gi disse...

Dinha.... escândalo! Lindo! Adorei!

Jaquelyne A. Costa disse...

Maria, que linda homenagem a tua!!!

As mães são sempre especias e nos inspiram coisas lindas!!

Beijos=**

Mayana Carvalho disse...

Lindo, lindo!
Nossas mães são nossas vidas ♥

Beijos

Afobório. disse...

nossa, fenomenal. lindo, intenso, tá bom vou confessar, meus olhos marejaram.


sorte e luz.

Valdemir Reis disse...

Nobre amiga Maria obrigado por sua visita. Parabéns! Este espaço esta cada vez melhor. Bela publicação, gostei do tema, emocionante, que belo. Confesso minha simpatia e admiração por seu talentoso e inteligente trabalho. Valeu ter passado aqui. Sinto-me feliz e honrado. Quero avisar que tem um “PRÊMIO” esperando por você lá no Blog, não demore! Aguardo por sua visita. Sinta-se em casa. O nosso imortal Piloto Ayrton Senna costumava dizer; "Seja você quem for, seja qual for a posição social que você tenha na vida, a mais alta ou a mais baixa, tenha sempre como meta muita força, muita determinação e sempre faça tudo com muito amor e com muita fé em Deus, que um dia você chega lá. De alguma maneira você chega lá." Grandioso sentimento. Honrado e feliz por sua amizade, desejo muito sucesso. Volte sempre! Encontrar-nos-emos sempre por aqui. Brilhe sempre. Um ótimo e proveitoso dia de trabalho, proteção, paz, saúde, alegria e muitas bênçãos. Que a presença Divina nos oriente e dê sabedoria para o nosso caminhar. Um abraço fraterno.
Valdemir Reis

Prof. Israel Lima disse...

Parabéns!!! Este espaço é maravilhoso e harmonioso!

Muito agradável.

excelente blog!!!

Voltarei mais vezes.

Sucesso

Neotenia disse...

Eu que agradeço demais a visita! ADOREI esse espaço...

Ahh... E aqui em casa não são 2 marias, são 4...rs! Procure na minha lista:
- TINA;
- Senta que lá vem a história;
- Pedaços de mim.

Beijos...


Vou acompanhá-la sempre...!

Jânio Dias disse...

Linda emoção. Linda homenagem.

Beijo.

Branca disse...

Linda e emocionante homenagem!

Beijo amiga!

Liginha Gabriela disse...

Que lindo Maria oq escrevestes...
tbém não poderia deixar de ser neh, afinal falar do bem precioso, da joia rara, da q nos deu a vida...

Linda homenagem!!

Depoix da uma passadxinha no meu blog, tem um presentxinhu pla vuxê lá!

xero no ♥

;*

Luciana Andrade disse...

Querida,
Que post mais lindo! Mãe é mãe! E a sua deve ser muito especial!
Um lindo fim de semana!

paulo disse...

... belo tanto tudo isso!


beijos meus



(=

Erica Maria disse...

Saudades querida!!!

Bjos em teu coração!


Desnuda disse...

Chorei ,discretamente, de emoção por ambos os motivos. Os mesmos teus....E li como se fosse uma oração.


Beijo, minha querida.

Paulo disse...

Olá, Maria!

Saudades suas!

.: Juliana :. disse...

Olá Maria! Que saudades de vir aqui. E vc tbém não apareceu mais.
Espero que estejas bem.

Uma semana iluminada.

.meu beijo

*Mel* disse...

tem um selinho pra vc no meu blog..

Roderick disse...

Tenho um convite no meu blog.
Espero que aceites.

Claudete disse...

Amo vocês e agradeço o carinho que tens pelo Felipe, sinto segurança quando sei ele pode contar com pessoas maravilhosas como vcs... bjos
Um especial ara sua mãe