2 de maio de 2009

O abraço

Do alto de um silêncio perturbador, falar nada adiantaria. As palavras daqui só saem pelo toque, transmissão instantânea ao abraço, ao aperto, ao contato. Se não podes ter contato, não poderias entender. Não poderia entender o calor de um sonho enterrado vivo, que se debate e como último recurso para causar piedade, chora. Chora gritando, clamando, implorando, suplicando para não morrer. Há dor maior em vê-lo chorar do que vê-lo morrer. A um sonho assim deveria ser proibido matar. Crime, é um crime. Mas que se faz? Enterra-o e vela-o em silêncio, silêncio de anos, silêncio de uma vida. Uma noite dessas o deixei lá, e segui. E não posso esquecer aquele pedido, aquele clamor, aquela chance – a que ele não teve. Sei que não entendes o que essas palavras te dizem. Neste silêncio um abraço te contaria melhor. Este abraço, este mesmo, o que não podes me dar.

14 comentários:

Afobório. disse...

olá, seu texto é lindo, acho que enquanto os vivos andam os mortos dormem.


sorte e luz, sempre.

Mário Sioli disse...

Entre tantos sonhos que adormecem, com essa sua frase você mostrou a melhor forma de entendê-los:
"este silêncio um abraço te contaria melhor."
Lindo texto com a sensibilidade de sempre de uma linda pessoa
Espero que repeti mais vezes esses momentos inspirador.
Meu Beijo.

Désir La Vie disse...

Maria,

Enterrar um sonho vivo...Que dor!

É crime sim, é quase um suicídio; ou homicídio, dependendo do ponto de vista

=)
Beijosss

fernando disse...

Este seu belo texto, o qual mostra todo o seu estilo enquanto escritora, traça uma relação com um poema da Emily Dickinson, o qual tem como primeiro verso: "A word is dead/ When it´s said."
Ás vezes as palavras de fato não são suficientes para traduzirem as emoções é preciso uma nova linguagem, quem sabe a do carinho.

Paulo disse...

Olá,

O que nos resta é seguir, levando conosco a sensação de que um simples abraço poderia mudar, renascer momentos. Mas não o damos, nem o recebemos. Seguimos levando a dor e a tristeza de se sonhar só.

Susanna disse...

Então te abraço eu, com meus olhos!

Beijos!

Jaquelyne A. Costa disse...

Maria!!
Vim te fazer uma visitinha!!!
Nunca mais fostes lá no Jaque Sou!
Sinto tua falta!

Olha, tem selinho pra ti!!

Beijos=*

Qualquer Um disse...

Cara Maria,

Linda carta. Linda como são as cartas que ficam órfas de seus destinatários. Cartas-garrafas seguem a espera de serem encontradas por quem nao encontramos mais.
Um ab
Edu

guilhermina, (ataulfo) e convidados disse...

Maria,

Não consigo supor ofício mais triste que o da carpideira: mas o que mais poderia chegar "ao outro lado" que não fosse música, que não fosse lamento... Então que ofício mais lindo o dessa Maria-carpideira!
Bj
Guilhermina

Jânio Dias disse...

Sonhos não deveriam morrer; deveriam apenas partir... Um sonho enterrado vivo é a morte da esperança com os olhos abertos.

Concordo: a imagem do choro é sempre mais tocante do que a do corpo inerte...

Um abraço tem o poder de acalmar a alma.

Sinta meu abraço.

Desnuda disse...

Maria querida...Emocionei-me...Senti as palavras que transbordaram pelos meus olhos. Mas em silêncio, aconcheguei-me neste abraço que diz tudo.



O meu mais amoroso abraço. Este que só uma mãe pode dar.

Amora disse...

No abraço, aquela vontade de se unir ao outro, de tê-lo em você, sem ser você você e o outro o outro, apenas UM abraço.

Sim, pior que qualquer não é o não poder ter em si quem se quer. Crime.

*Mel* disse...

adorei.tudo tudo mesmo
visita meu blog:
http://crepusculopormim.blogspot.com/

Valdemir Reis disse...

“Amigo é coisa pra se guardar...” Como diz o poeta. Nobre amiga Maria aqui de volta ao seu belo espaço para agradecer de coração sua gentileza em nos honrar com a sua visita e valoroso comentário. Saiba que muito nos fortalece, sua presença é sempre agradável e especial. Obrigado mesmo.... Apareça sempre lá! Confesso que admiro bastante o seu trabalho, parabéns pelo tema publicado “O abraço...”, gostei, ótimo texto, maravilhoso, precioso e interessante. "O valor das coisas não está no tempo em que elas duram, mas na intensidade com que acontecem. Por isso existem momentos inesquecíveis, coisas inexplicáveis e pessoas incomparáveis". Fernando Pessoa. Encontrar-nos-emos sempre por aqui. Felicidades. Desejo uma semana repleta de realizações e de muito sucesso extensivo aos familiares, muita paz, saúde, brilhe sempre, bênçãos, proteção e alegria. Que a luz divina oriente e ilumine o nosso caminhar... Um abraço fraterno.
Valdemir Reis