23 de abril de 2009

Em vão

Desceu correndo e jogou-se nos braços do amigo. Após caloroso abraço e incontáveis beijos, percebeu a decepção nos olhos dele. Ele fora visitar seu luto, e para tal, esperou ser recebido pelo espírito quebrantado e pela alma sem esperanças. Ela sorriu e disse que não se preocupasse, estava colocando em prática o ‘apesar de’. Em vão. Para ele soava tudo como mentira de quem quer esconder o que sente. Ela revelou que havia dor sim, perguntas infindas sem respostas e a tristeza certa por tudo que aconteceu. Disse isso com um riso pródigo aos olhos dela, imoral aos olhos dele. Mas afinal, ele não estava ali para fazê-la melhorar, ela perguntou. Incomodou que ele não tivesse sido necessário para isso? Compartilha comigo, convidou, ‘e deixa as amarguras que se vão’. Em vão. Ele foi embora por ela estar feliz demais.

21 comentários:

Amora disse...

que dor. o em vão, dói, né? deve ser por isso que tentamos sempre crer que "nada é em vão"

Mãe da Gi disse...

Amei Dinha. Lembrei da reação da mamy diante da morte... Lindo!

guilhermina, (ataulfo) e convidados disse...

Eu vou torcer... pro seu amigo entender que somente sobre vãos se fazem pontes.
Bj
Guilhermina

Roderick disse...

Gostei. Um ponto de vista muito bem observado.

Princesa disse...

Difícil de interpretar...Profundo e deixou-me a pensar!

Beijo

Afobório. disse...

maravilho, eu acho que a amarguva deve mesmo partir.


sorte e luz, e palmas pelo seu texto mais uma vez.

lyani disse...

Saudades de ler essas suas palavras tão bonitas, sempre bem arranjadas.
Desculpe a ausência, estou estudando para concursos... em breve eu volto!
Bjos,
Ly

Susanna disse...

Triste quando a gente espera que os amigos compartilhem nossa felicidade, ainda que por superação, e eles estão dispostos apenas a reduzir nossas tristezas. É nobre esta atitude, eu sei. Mas se não atende ao que esperamos, ora, vira nó!

Lindo irmã!
olhomeu

Erica Maria disse...

Amei o texto!

Vc onsegue transmitir emoções de um jeito...

Ah e póde usar qualquer frase dos meus textos miga..rs...

Bjos em teu coração!

Luana Gabriela disse...

MAria, doeu em mim agora aco que estou agindo como seu amigo.. disponho-me a compartilhar as tristezas mas alegrias não.. puro egoísmo. Talvez eu compratilhe as tristezas por ter as minhas tb, já as alegrias isso é outra história.. fico a inventar as minhas!
Abraçossss e bom fim de semana pra vc!
Fica com Deus!

Diego disse...

Talvez ele tenha ficado triste por não ter se sentido útil.

Cristiane Marino disse...

Maria!

Doce maria! Como escreves encantadoramente bem!
nem todos nossos sentimentos são bem interpretados. Pena!

bjins

Michele Hubner disse...

é melhor mandar as amarguras embora.

Marina disse...

Muito lindo e bem escrito. Teor sentimental intenso... Lindo!

Desnuda disse...

Ah, minha querida como escreve bem e conhece a intrinseca complexidade do ser humano!


Lindo domingo. Beijos com carinho.

Erica Maria disse...

Linda, bjos pra ti!

Désir La Vie disse...

Ele esperava que ela se pusesse ao chão. O riso dela causou espanto nele.

Pq ele deseja que ela sofra?


beijos =)

Lá Cociuffo disse...

Às vezes, quando superamos certas dores muito rápido o quando abstraímos a tristeza, disfarçando-a com sorriso, as pessoas se assustam. Chocamos quando queremos seguir em frente sem lágrimas.

Sabrina Davanzo disse...

Vai entender! A vida tem dessas coisas.

Beijos, Maria
=D

Jânio Dias disse...

A visita dele esperava coerência na tristeza dela. A tristeza dela queria a incoerência da chegada dele.

Qualquer Um disse...

Cara Maria-que-Nao-Foi-Com-o-Outro,

Nao sei o encontro, mas o texto foi delicioso. Interpretar nao vou. Encontros precisam de expectadores e participantes, não de intérpretes.
Apreciei como "voyer":->
Edu