16 de abril de 2009

E depois?

Será que não chegaste cedo demais? O discurso de que estávamos a tua espera não era só um discurso? Sim, porque se te esperamos desde o início de nossos dias porque ainda temos cautela em ceder teu espaço? Sempre esperamos, mas temos tanto medo de ti. Medo de aceitar-te. O medo de que um dia te vá faz-nos negarmos a chance de viver-te. Acho que preferimos a ilusão de esperar a certeza de te ver chegar. Não sabemos o que fazer depois disso. Fomos ensinados a te esperar, te buscar até te encontrarmos. Mas ninguém nos disse o que fazer contigo. Escutamos de vidas que chegam ao fim e não te encontraram, ou te deixaram passar. Não escutamos alguém dizer que já te encontrou e está te vivendo. A tal da gratidão é tão rara, que por vezes preferimos a lamentação a admitir que tenhamos te encontrado, e somos felizes na simplicidade deste encontro. Temos medo. Não estamos preparados para sermos felizes, será? Não nos achamos tão dignos. Esperamos tua chegada, talvez por acreditar que não aconteceria. O fim a que fomos ensinados é que depois que te encontramos ‘e foram felizes para sempre’. O que acontece depois disso?

12 comentários:

Susanna disse...

Talvez por isso, Maria, eu não goste dos contos-de-fadas.

São bonitos sim, não há como negar! Mas são inconclusos, e minha imaginação fica tateando nessa escuridão da falta de resposta ao "e depois?", e não acha nada, além de umas peças de quebra-cabeças...

Tenho a impressão de que essas peças não são do mesmo jogo... Então, o que fazer? Ah, eu desisti dos contos! Mas não da fantasia..

Beleza de conversa, maninha!
Olho de beijo pra ti!

.: Juliana :. disse...

O meu foi legal. Sai sexta e sábado, e o domingo fiquei em casa com o marido :)

E que bom que o seu tbém foi ótimo :)

.abraços.

Luana Gabriela disse...

- Não sei o que vem depois, mas prometo que se um dia eu encontrar escrevo sobre só pra te avisar! =D

Ou se vc encontra antes...escreve só pra eu saborear o"e depois?"

Bjos

Nanda disse...

o que vem depois, não mais que antes, é a lembrança do que se foi e a vontade do que será. eu, por vez, amo os contos de fada, são sujos, mas belos quando cantarolados ao pé do ouvido.
anseio pelo o que será.

Beijos meus

Princesa disse...

Prefiro viver o agora... o que ven depois logo se verá!

Beijo

Liginha Gabriela disse...

O que acontece depois?
Só nos resta esperar e acreditar...
Ter paciência e depoix que Deus faça o resto!

um abraço bem forte pra ti Maria

^^

Camila Colossi disse...

se chegou é porqe tinha de xegar não é? :)

Diego disse...

Sempre se tem algo pelo que lutar.Nunca haverá o por que de se perguntar "e agora, não tem nada pra fazer ?".

fernando disse...

Acho que ando meio niilista, mas cada vez mais a felicidade parece ilusão, mas bem que eu gostaria de acreditar nela.

The Scientist disse...

o que eu posso te falar?
hoje acredito na caminhada, no passo certo...
por isso, vamos caminhar!
depois a gente sempre descobre.
abraço

Desnuda disse...

"...Acho que preferimos a ilusão de esperar a certeza de te ver chegar..."


Eu acho que sim, Maria. Talvez porque a ilusão é mais perfeita e cabe certinha dentro de nós. A espera pode ser angustiante, mas também é a esperança. Mas como caber tanta esperança dentro de nós se vivemos a esperar? Tanta espera se curva a realidade.



Terno beijo, querida

Jânio Dias disse...

"Se meu desejo então se realizou,
o que fazer depois?
pra onde é que eu vou?"
Legião Urbana, em Maurício

"No fim tudo da certo; se não deu, é porque ainda não chegou ao fim"Acho que é Fernando Sabino (desculpe, estou citando de memória)

O certo mesmo, é que depois que ele chega ou se realiza, e mesmo depois do fim, sempre haverá a possibilidade de um novo recomeço.

Um beijo.