26 de dezembro de 2008

E o que tu temes? Que te conheçam ou que tu te conheças, por fim? Então porque escondes freqüentemente o rosto de ti e deles? Para quem te guardas? Ou contra quem? E se eles soubessem, se pudessem ver-te? Não seria tarde para eles conhecerem-te? Ou seria trágico isso acontecer? Temes não amar-te? Não seria alguém amar-te de verdade o teu temor?

“Almejas voar, mas temes ficar tonto?” (Goethe)

12 comentários:

Qualquer Um disse...

Cara Maria

Talvez temamos mais a vida do que a morte.
Um ab
Edu

Samelly Xavier disse...

Ah, esse teu texto me lembrou uma música super provocante: "Você não tem medo de mim, você tem medo é de você, você tem medo é de querer"...

Talvez seja esse o ritmo da melodia que inspira tuas palavras.

Beijo recitado

poetriz disse...

O conhecimento sempre traz insegurança. Lembro um trecho de "Greys Anatomy" que falava algo como é bom ficar na escuridão, porque apesar de não vermos nada, ainda existe esperança do que podemos ver...

Que 2009 seja um ano de luz pra vc!

Bjs!

silvioafonso disse...

.


Eu não quero, porque não posso, ter medo de mais ninguém. Não posso temer o meu irmão ou qualquer um que se pareça com o que eu não consegui ser. Não posso, mas gostaria tanto de ser livre dos grilhões dos meus desejos e juízo. Não queria ter medo ou receio, perder a fome, o rumo, o siso. Eu queria como os bebês, como os bêbados, andar pelas beiradas das marquises, caindo e até morrendo, mas sem medo e sem vergonha.

silvioafonso.




.

Alice ainda mora aqui disse...

Tb espero, Maria. E espero mais ainda conhecer-me.

besos e um 2009 incrível!

Esther disse...

Goethe é profundo,
não?!
Esse texto faz refletir..


Abraços dados, abraços retribuidos com igual carinho!!!

bj.~

fernando disse...

Acho que o Hebert Viana simplificou esta idéia ao escrever: "Saber amar/É saber deixar alguém te amar."
Soube do seu blog por mei de um comentário seu no blog da Esther.
Gosto de muito do Goethe, embora sinta um pouco de raiva do "Werther".
meu blog é: www.neuroticoautonomo.zip.net

lyani disse...

É uma ótima reflexão para o início do novo ano!
Feliz Natal (bem atrasado mas de coração) e um LINDO 2009 :)
bjos

Auíri Au disse...

Talvez o temor de não amar...o que se ama demais..??


Beijos e feliz dois mil e love!!

Désir La Vie disse...

É, o medo trava.
Uma pena, mas ele é real...
E quem nunca sentiu?


Bjos, Maria

Jana disse...

Desculpe-me a deselegância, mas medo é uma merda.
E quem não tem medo não tem cú, como já disse alguém uma vez.

A gente vai tentando controlá-lo.
E pelo mundo seguimos.

Beijos querida!
E que tenhamos todos um 2009 descomplicado!
:)

Esther disse...

Querida amiga linda,

passando para deixar um mega super abraço de Ano Novo, só nos veremos virtualmente agora em 2009!

que este novo ano nos traga muitos motivos para
sorrirmos bastante. Que alcançemos nossos
alvos e ultrapassemos as linhas
imaginárias e cheguemos
mais longe do que
o sonhado!

bjs de luz,